Delirium tremens: o que é, sintomas, causas e tratamento

O delirium tremens é um estado de confusão mental agudo e é considerado uma complicação grave da abstinência alcoólica, podendo causar sintomas como alucinações, tremores, mudanças repentinas no humor, ansiedade e aumento da frequência cardíaca, que podem surgir 2 a 5 dias após o consumo da bebida alcoólica, sendo mais frequente de acontecer em pessoas que fazem uso crônico de álcool ou possuem histórico familiar.

O tratamento do delirium tremens depende da intensidade dos sintomas e deve ser realizado com medicamentos, como Clometiazol e Tetrabamato, no hospital para evitar complicações como encefalopatia de Werneckie ou síndrome de Korsakoff, por exemplo. Além disso, é importante que os hábitos diários da pessoa sejam mudados para que se possa garantir uma melhor qualidade de vida.

Delirium tremens: o que é, sintomas, causas e tratamento

Principais sintomas

Os principais sintomas que podem indicar delirium tremens são:

  • Alucinações;
  • Aumento dos batimentos cardíacos;
  • Respiração mais ofegante;
  • Tremores;
  • Ansiedade;
  • Transtornos do sono;
  • Mudanças repentinas do humor;
  • Aumento da sudorese;
  • Convulsões.

Esses sintomas costumam surgir depois de 2 a 5 dias, quando a pessoa diminui ou interrompe o consumo de álcool e podem durar 48 horas a 5 dias. Por isso, é importante que o médico seja consultado caso sejam notados alguns desses sintomas para que possa ser iniciado o tratamento mais adequado.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do delirium pode ser confirmado pelo clínico geral, psiquiatra ou neurologista, que irá avaliar os sinais e sintomas apresentados pela pessoa, bem como investigar os antecedentes pessoais de consumo de álcool, como frequência e quantidade. Além disso, o médico poderá realizar alguns exames como a escala CIWA-Ar para poder determinar a intensidade da abstinência e orientar o tratamento mais adequado.

Podem ser também solicitados exames de imagem e de laboratório para determinar o estado geral de saúde da pessoa e avaliar possíveis danos a órgãos, como rins e fígado, devido ao consumo de álcool.

Causas de delirium tremens

A principal causa de delirium tremens é a interrupção do consumo de álcool em pessoas que fazem uso crônico. Além disso, alguns fatores que aumentam o risco de desenvolver essa alteração são:

  • Antecedentes familiares:
  • Doenças crônicas mal controladas, como diabetes;
  • Doenças do fígado, em que há alteração das enzimas hepáticas;
  • Intensidade dos sintomas da abstinência alcoólica;
  • Quantidade de álcool consumida.

A interrupção do consumo de álcool pode ser devido à hospitalização por causa de alguma doença ou desconforto causado pelo álcool que leva a pessoa a tentar parar, principalmente quando existem conflitos familiares ou quando o abuso de álcool interfere no trabalho ou nas relações sociais.

Por isso, é importante que as pessoas que desejam abandonar o consumo de álcool ou cujo consumo será interrompido por alguma situação, sejam orientadas por um médico para que seja possível prevenir as complicações relacionadas com a abstinência alcoólica.

Como é feito o tratamento

O tratamento para o delirium tremens deve ser realizado no hospital de acordo com a gravidade dos sintomas, podendo o médico indicar o uso de medicamentos, como o Clometiazol, o Tetrabramato e os Benzodiazepínicos com o objetivo de aliviar a abstinência alcoólica e evitar as complicações.

É importante também que exista assistência médica regular e outros cuidados importantes como suplementação de vitamina B1, magnésio e boa hidratação, além da monitorização regular dos sinais vitais.

Em alguns casos, o delirium tremens pode ser resistente ao tratamento e causar complicações, sendo necessário realizar intubação e uso de medicamentos em altas doses, como Benzodiazepínicos, Fenobarbital e Betabloqueadores.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • MAINEROVA, B et al. Alcohol withdrawal delirium - diagnosis, course and treatment. Biomed Pap Med Fac Univ Palacky Olomouc Czech Repub. 159. 1; 44-52, 2015
  • GROVER, Sandeep; GHOSH, Abhishek. Delirium Tremens: Assessment and Management. JOURNAL OF CLINICAL AND EXPERIMENTAL HEPATOLOGY. 8. 4; 461- 470, 2018
  • GHOSH, Abhishek. La psiquiatría de enlace y el diagnóstico del delirium tremens. Salud(i)Ciencia. 22. 235-245, 2016
  • American Psychistric Association. Manual Diagnóstico e Estatístico de transtornos mentais - DSM-V. 5 ed. Porto Alegre : Artmed, 2014. 499-502.
Mais sobre este assunto: