Dualid: o que é, para que serve e como tomar

O Dualid é um remédio que contém anfepramona na sua composição, um tipo de anorexígeno, indicado para emagrecer pois age diretamente no centro da saciedade no cérebro, diminuindo a fome.

Esse remédio foi retirado do mercado em 2011 pela ANVISA devido ao risco de desenvolvimento de sérios efeitos colaterais, como problemas cardíacos ou psiquiátricos, e por isso o Dualid já não é mais fabricado, não existindo previsão de ser novamente disponibilizado para venda.

Dualid: o que é, para que serve e como tomar

Para que serve

O Dualid é um remédio para emagrecer indicado para pessoas com sobrepeso ou obesidade com IMC acima de 30, e deve ser usado junto com dieta de baixas calorias e exercício físico. 

Como tomar

A forma de uso do Dualid varia de acordo com a dose da cápsula e, geralmente, o tratamento é feito por um curto período de tempo, por no máximo 4 semanas, pois esse remédio pode causar dependência. 

  • Cápsulas de 25 mg: a dose recomendada é de 1 cápsula, 2 vezes ao dia, duas horas antes do almoço e do jantar;
  • Cápsulas de de 50 ou 75 mg: a dose recomendada é de 1 cápsula por dia, tomado ao meio da manhã, preferencialmente duas horas antes de almoçar.

A dose do Dualid pode ser ajustada pelo médico de acordo com as necessidades de cada pessoa e o tratamento deve ser acompanhado pelo médico. 

Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com Dualid são palpitação, batimentos cardíacos acelerados, aumento da pressão arterial, dor no peito, agitação, nervosismo, insônia, depressão, dor de cabeça, boca seca, alteração do paladar, diminuição do desejo sexual, menstruação irregular, náusea, vômito e dor abdominal.

Durante o uso do Dualid, deve-se ter precaução ou evitar atividades como dirigir, utilizar máquinas pesadas ou realizar atividades perigosas, pois pode causar tontura ou sonolência. Além disso, é importante evitar o consumo de bebidas alcoólicas, café e chás, pois podem aumentar os efeitos colaterais e causar tontura, vertigem, fraqueza, desmaio ou confusão.

Além disso, podem ocorrer reações alérgicas que causam sintomas de coceira pelo corpo, vermelhidão ou formação de pequenas bolhas na pele. Neste caso, deve-se comunicar imediatamente o médico ou procurar um pronto-socorro mais próximo para atendimento.

Quem não deve usar

O Dualid não deve ser usado por menores de 12 anos, durante a gravidez ou lactação, e também em caso de pressão alta, hipertireoidismo, glaucoma, arteriosclerose, estados de agitação, psicose, miastenia gravis, doença cardiovascular, isquemia cerebral, epilepsia, hipertensão pulmonar ou pessoas com histórico de abuso de droga.

Além disso, a anfepramona pode interagir com medicamentos inibidores da monoamina oxidase (IMAO) como isocarboxazida, fenelzina, tranilcipromina ou pargilina, ou anti-hipertensivos como clonidina, metildopa ou reserpina. 

Os medicamentos para diabetes como a insulina ou metformina, por exemplo, podem necessitar de ajuste de dose pelo médico durante o tratamento com Dualid.

É importante informar ao médico e ao farmacêutico todos os medicamentos que são utilizados para evitar aumento do efeito do Dualid e intoxicação.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • LUCCHETA, R.; et al. Systematic Review and Meta-Analysis of The Efficacy And Safety Of Amfepramone and Mazindol As A Monotherapy for The Treatment of Obese or Overweight Patients. Systemic Disorders/Conditions - Clinical Outcomes Studies. 20. 9; PA889-A890, 2017
  • The International Encyclopedia of Adverse Drug Reactions and Interactions. Amfepramone (diethylpropion). Meyler's Side Effects of Drugs. Sixteenth Edition; 206, 2016
  • EMS LABORATÓRIO. Cloridrato de anfepramona (bula). 2020. Disponível em: <https://www.saudedireta.com.br/catinc/drugs/bulas/cloridratodeanfepramonaems.pdf>. Acesso em 06 Jul 2021
  • DRUGS.COM. Diethylpropion. 2020. Disponível em: <https://www.drugs.com/mtm/diethylpropion.html>. Acesso em 06 Jul 2021
  • ABRAMOWICZ, M. J.; et al. Primary pulmonary hypertension after amfepramone (diethylpropion) with BMPR2 mutation. Eur Respir J. 22. 3; 560-2, 2003
Mais sobre este assunto: