Intermação: o que é, sintomas, causas e tratamento

A intermação, também conhecida como hipertermia, é uma situação em há desregulação no funcionamento do mecanismo que promove a regulação da temperatura do corpo, o que faz com que exista um aumento da temperatura corporal, que fica acima dos 40ºC, alteração dos batimentos cardíacos, respiração acelerada, tontura, dor de cabeça e convulsões, nos casos mais graves.

Essa situação pode acontecer em bebês e idosos, que possuem menor atividade desse mecanismo, ou ser consequência da prática intensa de atividade física em um ambiente muito quente e sem climatização.

Independentemente da causa, o tratamento para intermação deve ser iniciado rapidamente para evitar complicações que podem comprometer a vida da pessoa, sendo fundamental realizar o resfriamento do corpo de forma gradual.

Intermação: o que é, sintomas, causas e tratamento

Sintomas de intermação

Os sintomas de intermação podem entre poucas horas e 3 dias, dependendo da causa relacionada, para surgirem, sendo os principais:

  • Aumento da temperatura corporal, na maioria dos casos acima de 40ºC;
  • Pode haver ou não suor;
  • Respiração mais acelerada;
  • Alteração dos batimentos cardíacos;
  • Tontura e dor de cabeça;
  • Dificuldade para manter o equilíbrio;
  • Perda da coordenação motora;
  • Convulsão e coma, nos casos mais graves.

A intermação é uma emergência médica e, por isso, é importante que o médico seja consultado para que seja feita uma avaliação dos sintomas e iniciado o tratamento, pois assim é possível evitar complicações que podem estar relacionadas com a desregulação do mecanismo de resfriamento do corpo e temperatura elevada, como destruição das fibras musculares, alteração no funcionamento dos rins, pulmões, fígado e coração e hemorragias.

Principais causas

A intermação acontece devido à desregulação do funcionamento de resfriamento do corpo, resultando na elevação excessiva da temperatura. Essa situação está na maioria dos casos relacionada com a prática de atividade física de forma intensa e em ambiente que não seja climatizado, resultando em uma carga térmica elevada, o que leva ao desenvolvimento de sintomas e aumenta o risco de destruição das fibras musculares e alterações renais.

No entanto, em alguns casos, a intermação não está relacionada com exercícios intensos, mas sim com condições clínicas que possam interferir no processo de resfriamento do corpo, sendo mais comum de acontecer em bebês, idosos, pessoas com doenças mentais ou portadoras de doenças cardíacas graves, principalmente quando estão em ambiente sem ar condicionado durante as ondas de calor.

Como é o tratamento

O tratamento para intermação deve ser iniciado assim que surgirem os primeiros sintomas, sendo indicado que seja feito o resfriamento do corpo de forma gradativa, o que pode ser feito ao ficar em um local com sombra e bem ventilado, retirar o excesso de roupa, borrifar água fria no corpo e beber água.

Caso a pessoa tenha perdido a consciência, é fundamental que seja encaminhada par ao hospital para que as medidas de suporte sejam iniciadas e possam ser prevenidas as complicações de forma mais eficaz. Em alguns casos, podem ser indicados medicamentos para aliviar os sintomas e combater possíveis alterações nos órgãos.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Equipe Tua Saúde - em Outubro de 2021. Revisão médica por Dr. Arthur Frazão, Oftalmologista - em Fevereiro de 2016.
Mais sobre este assunto: