5 exercícios que a grávida não pode fazer

Os exercícios que a grávida não pode fazer são aqueles que têm risco de queda para a mulher, que podem provocar impactos na barriga ou que podem dificultar a respiração do bebê, como hipismo, boxe e mergulho.

Os exercícios físicos podem ser contraindicados pelo obstetra de acordo com a saúde da gestante, variando entre contraindicação absoluta, quando a mulher não pode praticar nenhuma atividade física, como nos casos de doenças cardíacas, trombose ou  sangramento vaginal, e contraindicação relativa, quando o médico vai avaliar a necessidade de se fazer exercícios mais leves, como nos casos de anemia, diabetes descompensada ou arritmia, por exemplo.

Antes de iniciar qualquer atividade física, é importante perguntar ao médico quais são as recomendações de exercícios físicos durante a gestação, pois o tipo de exercício depende do histórico de saúde da gestante e se já praticava exercícios antes da gestão. Veja uma lista com alguns exercícios físicos recomendados para gestantes.

5 exercícios que a grávida não pode fazer

Os principais exercícios que a grávida não pode fazer são:

1. Atividades de alto risco de queda

Atividade de alto risco de queda, como andar a cavalo, escalar, esquiar ou saltar de paraquedas devem ser evitados durante toda a gestação, pois são exercícios que podem causar traumas na barriga e afetar o bebê, causando complicações na gravides ou até mesmo aborto.

2. Ciclismo off road

Fazer ciclismo off road ou andar de bicicleta em movimento pode causar quedas, principalmente devido à mudança do centro da gravidade do corpo durante a gestação e ao peso da barriga, o que exige melhor postura e maior equilíbrio da mulher, especialmente no último trimestre da gravidez.

As quedas podem levar a complicações como sangramento vaginal, descolamento da placenta até aborto, necessitando de atendimento médico imediato. Por isso, fazer ciclismo off road ou andar de bicicleta em movimento deve ser evitado durante a gravidez.

3. Mergulho

O mergulho é um esporte que não deve ser praticado durante a gravidez devido ao alto risco de causar doença descompressiva, que é a formação de bolhas de gás na corrente sanguínea do bebê e pode afetar o cérebro, a medula espinhal, pulmões ou ouvido, por exemplo, causando aborto.

4. Hot yoga e hot pilates

Praticar hot yoga, hot pilates ou qualquer outro tipo de atividade física sob altas temperaturas e com muita umidade não são recomendados durante a gravidez, pois o calor excessivo aumenta o risco de problemas na formação do tubo neural e outras malformações no bebê.

Além disso, é importante tentar fazer os exercícios no início da manhã ou final da tarde e evitar locais fechados e sem ventilação. Se fizer exercícios na água, a temperatura não deve passar de 35ºC.

5. Esportes de contato

Durante a gravidez, deve-se evitar qualquer esporte que envolva contato corporal direto, como futebol, vôlei, basquete e lutas, como boxe e artes marciais, por exemplo. Isso porque nesses esportes há um grande risco de levar uma pancada na barriga ou quedas, o que pode colocar a gravidez em risco ou até causar aborto espontâneo.

Quando interromper a atividade física

A atividade física deve ser interrompida quando a mulher apresentar dor de cabeça, fraqueza muscular ou sensação de tontura ou desmaio, por exemplo. Além disso, outras situações em que a prática do exercício deve ser interrompida são:

  • Sangramento vaginal;
  • Contrações ou dor no útero;
  • Falta de ar após o esforço;
  • Palpitações cardíacas;
  • Dor no peito;
  • Dor ou inchaço na panturrilha.

Assim, na presença de algum desses sinais e sintomas, é importante a mulher parar a atividade e procurar ajuda médica o mais rápido possível, pois assim é possível prevenir algumas complicações, como parto prematuro, diminuição dos movimentos fetais ou perda de líquido amniótico.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • PICON, José Dornelles; SÁ, Ana Maria P. O. Ayala. Alterações Hemodinâmicas da Gravidez. Revista da Sociedade de Cardiologia do Rio Grande do Sul. XIV. 5; 1-2, 2005
  • NHS. Exercise in pregnancy. Disponível em: <https://www.nhs.uk/pregnancy/keeping-well/exercise/>. Acesso em 04 Fev 2021
  • EXERCISE DURING PREGNANCY. American College of Obstetricians and Gynecologists. Disponível em: <https://www.acog.org/womens-health/faqs/exercise-during-pregnancy?utm_source=redirect&utm_medium=web&utm_campaign=otn>. Acesso em 04 Fev 2021
  • LIMA, Fernanda R.; OLIVEIRA, Natália. Gravidez e exercício. Revista Brasileira de Reumatologia. 45. 3; 188-190, 2005
  • REID, Robert L.; LORENZO, Melissa Lorenzo. SCUBA Diving in Pregnancy. J Obstet Gynaecol Can. 40. 11; 1490-1496, 2018
  • CHAN, Justin et al. Hot yoga and pregnancy. Canadian Family Physician. Vol.60. 1.ed; 41-42, 29014
  • AMERICAN COLLEGE OF OBSTETRITIANS AND GYNECOLOGISTS. Physical Activity and Exercise During Pregnancy and the Postpartum Period. 2020. Disponível em: <https://journals.lww.com/greenjournal/Fulltext/2020/04000/Physical_Activity_and_Exercise_During_Pregnancy.61.aspx>. Acesso em 30 Ago 2021
  • NASCIMENTO, L, Simony et al. Recomendações para a prática de exercício físico na gravidez: uma revisão crítica da literatura. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia . Vol.36. 9.ed ; 423-431, 2014
Mais sobre este assunto: