Sucralose: é bom ou faz mal para a saúde?

Outubro 2021

A sucralose é um adoçante artificial feito a partir do açúcar natural, presente nas frutas e vegetais, e que tem um poder de adoçar até 600 vezes mais que o açúcar comum. A  sucralose não tem calorias e é muito usada pela indústria de alimentos para adoçar produtos, como refrigerantes, bolos e sucos.

Além disso, a sucralose também é encontrada em farmácias, supermercados e lojas de produtos naturais, sendo consumida por pessoas com diabetes para adoçar alimentos como cafés e sucos, em substituição ao açúcar. A sucralose também é usada por pessoas que desejam emagrecer, pois ela adoça sem deixar um gosto residual nos alimentos e sem acrescentar calorias à dieta.

No entanto, estudos mais recentes têm mostrado que a sucralose pode causar disbiose, que é um desequilíbrio da flora intestinal, alterando, assim, o metabolismo de hormônios e aumentando o risco de problemas como, obesidade, diabetes ou intolerância à lactose. Conheça os sintomas e saiba como prevenir a disbiose.

Sucralose: é bom ou faz mal para a saúde?

A sucralose faz mal?

A sucralose é um adoçante considerado seguro quando ingerido dentro das quantidades recomendadas, podendo ser consumido inclusive por gestantes, mulheres que amamentam e por crianças.

Entretanto, estudos mais recentes têm mostrado que a sucralose pode causar algumas alterações na flora intestinal e nos níveis de vários hormônios no organismo, favorecendo situações, como:

  1. Promover o ganho de peso: o adoçante altera a composição da flora intestinal, que emite sinais para o cérebro, causando o desequilíbrio na liberação dos hormônios responsáveis pelo controle da fome;
  2. Pode promover a disbiose: a sucralose pode alterar a quantidade e os tipos de bactérias benéficas e de bactérias “ruins” no intestino, causando a disbiose e levando a sintomas, como diarreia, intolerância à lactose, gases, cansaço excessivo ou alteração de humor. Conheça o que é veja como tratar a disbiose;
  3. Pode causar diabetes: apesar de não aumentar diretamente os níveis de açúcar no sangue, a sucralose estimula os receptores do sabor doce na língua, no intestino e no estômago, transmitindo sinais para o cérebro e estimulando a liberação de insulina no sangue que, em excesso, pode causar resistência à insulina e, consequentemente, diabetes.

Além disso, alguns estudos indicam que, quando aquecida, a sucralose pode liberar substâncias tóxicas, aumentando o risco de alguns tipos de câncer. Entretanto, ainda não existe comprovação científica desta relação.

Quantidade recomendada de sucralose

A quantidade de ingestão recomendada de sucralose para um adulto é de 5 mg / Kg de peso corporal por dia. Para uma pessoa com 60 Kg, a recomendação de ingestão de sucralose seria de 300 mg por dia, por exemplo.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, crianças só devem usar adoçantes a partir dos 2 anos de idade, em casos de diabetes e seguindo a orientação de um pediatra quanto ao tipo e quantidade.

Veja com a nutricionista Tatiana Zanin algumas dicas sobre o uso de adoçantes:

Diabéticos podem consumir?

A sucralose é um adoçante que pode ser consumido por diabéticos, pois ajuda a diminuir a ingestão de açúcar branco na dieta, favorecendo o equilíbrio dos níveis de glicose e insulina no sangue.

No entanto, a sucralose tem um sabor doce que também estimula a liberação de insulina, podendo causar um desequilíbrio nos níveis de açúcar no sangue. Por isso, é importante usar o adoçante com moderação e, sempre que possível, tentar consumir os alimentos sem adoçar.

Diferença entre sucralose e stévia

A sucralose é um adoçante artificial que adoça até 600 vezes o açúcar comum e que não possui sabor residual, sendo muito bem tolerado e, por isso, é usado em diversos tipos de preparações, como bolos, sucos, cafés ou chás.

Já a stévia é um adoçante natural, feito a partir da planta Stevia Rebaudiana Bertoni. Esse adoçante tem o poder de adoçar até 300 vezes mais que o açúcar comum, entretanto possui um sabor levemente amargo, e, por isso, pode alterar o sabor de algumas preparações. Entenda todos os benefícios e veja como usar stévia.

Benefícios da sucralose

A sucralose é um adoçante que ajuda a diminuir a quantidade de calorias da alimentação, sendo uma boa opção para substituir o açúcar na dieta para quem quer manter o peso ou para pessoas que desejam emagrecer.

Por ser um adoçante que não é metabolizado pelos microorganismos presentes na boca, a sucralose pode ser uma boa opção para substituir o açúcar branco e ajudar a prevenir o surgimento de cáries nos dentes. Conheça outras formas de prevenir a cárie.

Além disso, o consumo moderado de sucralose pode ajudar no controle dos níveis de glicose e insulina no sangue, podendo substituir o açúcar branco na alimentação de pessoas com diabetes.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Karla S. Leal, Nutricionista - em Outubro de 2021.

Bibliografia

  • DEPAULDEPAUL UNIVERSITY LIBRARIES. Potential Mechanisms for NNS-Induced Metabolic Deviances: Satiety Hormone Secretion and Alterations in the Gut Microbiota . 2018. Disponível em: <https://via.library.depaul.edu/cgi/viewcontent.cgi?referer=https://scholar.google.com/&httpsredir=1&article=1122&context=depaul-disc>. Acesso em 29 Out 2021
  • MAYO CLINIC. Artificial sweeteners and other sugar substitutes. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/nutrition-and-healthy-eating/in-depth/artificial-sweeteners/art-20046936>. Acesso em 29 Out 2021
  • GUPTA, Prahlad et al. Role of Sugar and Sugar Substitutes in Dental Caries: A Review. ISRN Dentistry. Vol.2013. 1-5, 2013
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. DesmistifIcando DúvidaS sobre Alimentação e Nutrição. 2016. Disponível em: <https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/desmistificando_duvidas_sobre_alimenta%C3%A7%C3%A3o_nutricao.pdf>. Acesso em 29 Out 2021
  • OJEDA, R, Francisco Javier et al. Effects of Sweeteners on the Gut Microbiota: A Review of Experimental Studies and Clinical Trials. Advances in Nutrition. Vol.1. 10.ed; 31-48, 2019
  • UNITED STATES FOOD AND DRUG ADMINISTRATION. Additional Information about High-Intensity Sweeteners Permitted for Use in Food in the United States. Disponível em: <https://www.fda.gov/food/food-additives-petitions/additional-information-about-high-intensity-sweeteners-permitted-use-food-united-states>. Acesso em 29 Out 2021
  • AHMAD, Y, Samar et al. Effect of sucralose and aspartame on glucose metabolism and gut hormones. Nutrition Reviews. Vol.28. 9.ed; 725-746, 2020
  • ROMO-ROMO, Alonso et al. Effects of the Non-Nutritive Sweeteners on Glucose Metabolism and Appetite Regulating Hormones: Systematic Review of Observational Prospective Studies and Clinical Trials. PLOS-ONE. 1-17, 2016
Mais sobre este assunto: