Cirurgia plástica na barriga: principais tipos e recuperação

Existem vários tipos de cirurgias plásticas que podem ser feitas na barriga para eliminar gordura localizada no abdômen ou o excesso de pele, deixando a barriga mais lisinha e dura, melhorando o contorno corporal. 

Essas cirurgias normalmente são recomendadas para pessoas que tenham perdido muito peso, mas também podem ser usadas por mulheres que tiveram gestação múltipla, ou apenas por quem deseje alterar a estética do abdômen.

Independente do tipo, a cirurgia plástica deve ser sempre indicada e realizada por um cirurgião plástico, de acordo com as características de cada pessoa, as áreas que se pretende tratar e os resultados desejados. 

Cirurgia plástica na barriga: principais tipos e recuperação

Os principais tipos de cirurgia plástica que podem ser usados na barriga são:

1. Lipoaspiração

A lipoaspiração é especialmente indicada pelo cirurgião plástico para remover a gordura localizada na parte inferior do umbigo, superior ou nas laterais do abdômen e pode ser feita em pessoas que não têm excesso de pele e que estejam próximo do seu peso ideal, não sendo recomendada para quem deseja perder muito peso ou sofra de obesidade.

Nesse tipo de tratamento, a gordura acumulada na barriga é retirada através de pequenos cortes feitos na pele, onde é inserido um tubo fino que solta e aspira a gordura, permitindo melhorar o contorno corporal. 

2. Lipoescultura

A lipoescultura é indicada para remoção do acúmulo de gordura no abdômen e falta de tecido gorduroso em outras partes do corpo, que deixam a silhueta irregular. Isto porque durante o procedimento da lipoescultura, o cirurgião plástico retira a gordura localizada da barriga e estrategicamente coloca essa gordura em outro local do corpo, a fim de melhorar e harmonizar o contorno corporal. 

A gordura retirada do abdômen, passa por um processo de purificação para então ser colocada em outras partes do corpo, geralmente nas coxas, glúteos, ou vincos do rosto, por exemplo, e os resultados podem ser vistos após cerca de 45 dias depois do procedimento.

3. Abdominoplastia clássica

A abdominoplastia clássica é particularmente indicada para remover a gordura localizada e o excesso de pele que ficou na barriga após uma grande perda de peso ou gestação múltipla, por exemplo, ou até mesmo para melhorar a estética do abdômen em homens ou mulheres. 

Nesse tipo de tratamento, o cirurgião plástico também pode costurar o músculo reto abdominal para fortalecer a musculatura da parede abdominal e deixar a barriga ainda mais durinha, e refazer o umbigo, pois a cirurgia é feita desde a região abdominal abaixo das mamas até a pelve. Entenda como é feita a abdominoplastia e quais os riscos

4. Abdominoplastia modificada

A abdominoplastia modificada, ou abdominoplastia vertical modificada, é aquela onde a região de gordura e de pele que serão removidas encontram-se somente na região localizada logo abaixo do umbigo. É particularmente indicada para pessoas que conseguiram emagrecer e chegar ao peso ideal, mas que ficaram com uma barriga flácida, semelhante a uma 'pochete'. 

Esse tipo de cirurgia é realizada sem mexer no umbigo, mas fazendo a retirada de pele e gordura no abdômen, iniciando logo abaixo do umbigo até a pelve, e deixando uma cicatriz na vertical, na forma de T invertido.

5. Mini abdominoplastia

A mini abdominoplastia é indicada remover o acúmulo de gordura na região inferior do umbigo, mais próxima do púbis, nos casos de pessoas que estão próximas do peso ideal, mas que têm excesso de pele ou gordura na região abdominal que é difícil eliminar com dieta e exercícios físicos, ou para corrigir cicatrizes, como a da cesárea ou de outro procedimento estético.

Esse tipo de cirurgia é menos complexa do que a abdominoplastia completa ou a abdominoplastia modificada, pois é feito apenas um pequeno corte na barriga não mexendo no umbigo, e não é necessário costurar os músculos abdominais.

6. Lipoabdominoplastia

Na lipoabdominoplastia, o cirurgião plástico pode associar dois tipos de técnicas num mesmo procedimento cirúrgico, fazendo uma lipoaspiração na parte superior e lateral do abdômen e depois fazer uma abdominoplastia na parte inferior da barriga, sendo indicada para pessoas que perderam muito peso ou mulheres que tiveram múltiplas gestações, e possuem excesso de pele e gordura na barriga.

Como é a recuperação da cirurgia

A recuperação de uma cirurgia plástica na barriga varia de acordo com o tipo de procedimento realizado, mas em geral leva entre 2 a 4 meses. Durante esse período é importante ter alguns cuidados como:

  • Usar cinta abdominal durante todo o dia, pelo período de tempo estabelecido pelo médico;
  • Tomar os remédios indicados pelo médico nos horários corretos;
  • Evitar esforços nos primeiros meses;
  • Evitar tomar sol até que o médico autorize;
  • Andar levemente curvado para frente durante os primeiros 15 dias para evitar a abertura dos pontos;
  • Dormir de barriga para cima, recostado e com as pernas dobradas durante os primeiros 15 dias, evitando dormir de lado ou de barriga para baixo;
  • Usar meias de compressão, conforme orientação médica.

Além disso, deve-se realizar sessões de drenagem linfática manual em dias alternados, iniciando cerca de 3 dias após a cirurgia, conforme orientado pelo médico.

Normalmente, é possível voltar às atividades do dia-a-dia cerca de 1 mês dependendo da cirurgia realizada e seguindo as recomendações médicas corretamente.

É importante seguir sempre as recomendações médicas após as cirurgias plásticas na barriga, uma vez que os cuidados podem variar de acordo com o tipo de procedimento realizado.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • DHAMI, L. D. Liposuction. Indian J Plast Surg. 41. S27-40, 2008
  • KENNEDY, J.; et al. Non-invasive subcutaneous fat reduction: a review. J Eur Acad Dermatol Venereol. 29. 9; 1679-88, 2015
  • FRIEDMANN, D. P. A review of the aesthetic treatment of abdominal subcutaneous adipose tissue: background, implications, and therapeutic options. Dermatol Surg. 41. 1; 18-34, 2015
  • MATARASSO, A.; MATARASSO, D. M.; MATARASSO, E. J. Abdominoplasty: classic principles and technique. Clin Plast Surg. 41. 4; 655-72, 2014
  • O'KELLY, N.; et al. Standards and Trends in Lipoabdominoplasty. Plast Reconstr Surg Glob Open. 8. 10; e3144, 2020
  • SAAD, Ahmad; et al. Abdominal Etching. Clin Plastic Surg. 47. 397–408, 2020
Mais sobre este assunto: