Xarelto (rivaroxabana): para que serve, como tomar e efeitos colaterais

O Xarelto é um remédio que contém a substância rivaroxabana na sua composição que age bloqueando a ação de substâncias que aumentam a coagulação do sangue, sendo indicado para ajudar no tratamento ou para prevenção da formação de coágulos que podem obstruir os vasos sanguíneos e causar AVC, trombose venosa profunda ou embolia pulmonar, por exemplo.

Este remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias na forma de comprimidos com doses de 2,5 mg, 10 mg, 15 mg e 20 mg, devendo ser sempre indicado por um médico como cardiologista, hematologista ou clínico geral, por exemplo, que deve fazer acompanhamento regular para avaliar a eficácia do tratamento ou o aparecimento de efeitos colaterais.

Xarelto (rivaroxabana): para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Para que serve

O Xarelto é indicado para tratamento ou prevenção de doenças associadas ao risco de formação de coágulos no sangue como:

  • Doença arterial coronariana;
  • Doença arterial periférica;
  • AVC;
  • Infarto;
  • Trombose venosa profunda;
  • Embolia pulmonar;
  • Arritmia cardíaca.

Além disso, o Xarelto pode ser usado para prevenção de trombose antes de cirurgias para colocação de prótese nas articulações do joelho ou do quadril.

Como tomar

O Xarelto deve ser tomado por via oral, com um copo de água, antes ou após a refeição, na dose, nos horários e pelo período de tempo estabelecido pelo médico. No caso da pessoa ter dificuldade para engolir o comprimido, pode-se triturá-lo e misturar com água ou alimentos pastosos como purê de maçã, por exemplo.

A forma de uso do Xarelto, para adultos maiores de 18 anos, varia de acordo com a dose do comprimido e inclui:

  • Xarelto 2,5 mg: a dose recomendada é de 1 comprimido de 2,5 mg, 2 vezes por dia, sendo 1 dose tomada pela manhã e outra à noite, nos casos de doença arterial coronariana ou doença arterial periférica. No caso de esquecimento de uma dose, o recomendado é pular a dose esquecida e tomar a próxima dose no horário normal. Não dobrar a dose para compensar a dose esquecida;
  • Xarelto 10 mg: a dose recomendada é de 1 comprimido de 10 mg, uma vez ao dia, para a prevenção da formação de coágulos após cirurgia de colocação de prótese no joelho ou no quadril;
  • Xarelto de 15 ou 20 mg: geralmente, a dose recomendada para o tratamento de embolia pulmonar ou trombose venosa profunda é de 1 comprimido de 15 mg, 2 vezes por dia, nas primeiras 3 semanas de tratamento. Se esquecer de tomar 1 comprimido de 15 mg no horário certo, é recomendado tomar assim que lembrar para garantir a dose diária de 30 mg e, no dia seguinte voltar a tomar nos horários normais. Após as 3 primeiras semanas de tratamento, a dose do Xarelto deve mudar para 1 comprimido de 20 mg, uma vez ao dia.

No caso de esquecer de tomar uma dose, o recomendado para pessoas que tomam 1 comprimido por dia é tomar assim que lembrar e, no dia seguinte, voltar a tomar no horário normal. Não se deve tomar duas doses no mesmo dia para compensar a dose esquecida.

Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com Xarelto incluem dor muscular, dor nos braços ou nas pernas ou coceira.

O Xarelto pode aumentar o risco de sangramento ou hemorragia que podem ser percebidos com sintomas de cansaço excessivo, palidez, tontura, inchaço repentino, dor de cabeça, dificuldade para respirar ou dor no peito. Nestes casos, deve-se procurar ajuda médica imediatamente ou o pronto socorro mais próximo.

Além disso, o Xarelto pode causar reações alérgicas graves que também necessitam de atendimento médico imediato. Por isso, deve-se interromper o tratamento e procurar o pronto socorro mais próximo ao apresentar sintomas como dificuldade para respirar, tosse, dor no peito, sensação de garganta fechada, inchaço na boca, língua ou rosto, ou urticária. Saiba mais sobre sintomas de reação alérgica.

Quem não deve usar

O Xarelto não deve ser usado por crianças com menos de 18 anos, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas com doença grave do fígado ou nos rins, sangramento, pressão sanguínea alta não controlada, úlceras ou problemas nos vasos sanguíneos.

Além disso, esse remédio não deve ser usado por pessoas alérgicas à rivaroxabana.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • BAYER. Xarelto. 2016. Disponível em: <http://200.199.142.163:8002/FOTOS_TRATADAS_SITE_14-03-2016/bulas/75221.pdf>. Acesso em 15 Jun 2021
  • DRUGS.COM. Xarelto. 2020. Disponível em: <https://www.drugs.com/xarelto.html>. Acesso em 15 Jun 2021
  • DRUGS.COM. Xarelto Dosage. 2021. Disponível em: <https://www.drugs.com/dosage/xarelto.html>. Acesso em 15 Jun 2021
  • KVASNICKA, T.; et al. Rivaroxaban - Metabolism, Pharmacologic Properties and Drug Interactions. Curr Drug Metab. 18. 7; 636-642, 2017
  • SANMARTÍN, M.; et al. Role of rivaroxaban in the prevention of atherosclerotic events. Expert Rev Clin Pharmacol. 12. 8; 771-780, 2019
Mais sobre este assunto: