Domperidona: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

A domperidona é um remédio com ação antiemética e estimulante dos movimentos do estômago e intestino, sendo indicado para o tratamento de condições relacionadas ao retardo do esvaziamento gástrico como má digestão ou refluxo gastroesofágico, além do tratamento de náuseas ou vômitos causadas causados por quimioterapia ou radioterapia, por exemplo. 

Este remédio pode ser encontrado em farmácias ou drogarias na forma de comprimidos de 10 mg ou suspensão oral de 1 mg/mL ou 5 mg/mL, com o nome comercial Motilium, na forma de genérico como Domperidona, ou com os nomes similares Peridal, Domperix ou Domped.

A domperidona pode ser usada por adultos ou crianças com mais de 12 anos, sempre com indicação e orientação médica.

Domperidona: para que serve, como tomar e efeitos colaterais

Para que serve

A domperidona é indicada para o tratamento de problemas de digestão frequentemente associados a um retardo do esvaziamento gástrico, como 

  • Refluxo gastroesofágico;
  • Esofagite;
  • Sensação de má digestão;
  • Distensão abdominal;
  • Dor abdominal na altura do estômago;
  • Excesso de arrotos ou de gases intestinais;
  • Azia;
  • Queimação no estômago com ou sem regurgitação do conteúdo gástrico.

Além disso, a domperidona também é indicada em casos de náuseas ou vômitos causados por alterações na função dos movimentos gástricos e intestinais, tratamento do câncer, como quimioterapia ou radioterapia, infecções, intoxicação alimentar ou pelo efeito colateral de remédios para o tratamento da doença de Parkinson, como a levodopa ou a bromocriptina, por exemplo. 

Como tomar

A domperidona deve ser tomada por via oral, 15 a 30 minutos antes das refeições e, se necessário, ao deitar. 

As doses recomendadas pelo médico podem variar de acordo com a idade e o peso, e incluem:

  • Adultos ou adolescentes com mais de 12 anos e com peso superior a 35 Kg: a dose é recomendada a dose de 10 mg, que corresponde a 1 comprimido de 10 mg ou 10 mL da suspensão oral, 3 vezes ao dia, não se devendo exceder a dose máxima de 40 mg por dia;
  • Crianças com menos de 12 anos e que pesem menos de 35 Kg: a dose recomendada é de 0,25 mL da suspensão para cada kg de peso corporal, até 3 vezes por dia.

Esse remédio deve ser tomado somente com indicação médica, e a duração do tratamento deve ser de no máximo 1 semana para náuseas e vômitos, ou de até 4 semanas para as outras indicações.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com domperidona são depressão, ansiedade, diminuição do apetite sexual, dor de cabeça, sonolência, inquietação, diarreia, erupção cutânea, coceira, aumento ou sensibilidade das mamas, produção de leite, ausência de menstruação, dor nas mamas ou fraqueza muscular.

Além disso, embora sejam raras, a domperidona também pode causar arritmia cardíaca grave, agitação, nervosismo, convulsões ou até reações alérgicas graves que necessitam de atendimento médico imediato. Por isso, deve-se interromper o tratamento e procurar o pronto socorro mais próximo ao apresentar sintomas como dificuldade para respirar, tosse, dor no peito, sensação de garganta fechada, inchaço na boca, língua ou rosto ou urticária . Saiba identificar os sintomas de reação alérgica grave.

Quem não deve usar

A domperidona não deve ser usada por lactentes ou crianças com menos de 12 anos, com peso menor que 35 kg, por pessoas que tenham alergia à domperidona ou qualquer outro componente da formulação ou que tenham algum tipo de hemorragia, sangramento, obstrução ou perfuração gastrointestinal. 

Esse remédio deve ser evitado na gravidez ou lactação, e o uso só deve ser feito se recomendado pelo médico.

Além disso, a domperidona não deve ser usada por pessoas que tenham tumor na hipófise, dor de estômago severa, fezes escuras persistentes, doença do fígado ou que estiverem usando remédios que alteram o metabolismo ou que alteram o ritmo cardíaco, como itraconazol, cetoconazol, posaconazol, voriconazol, eritromicina, claritromicina, telitromicina, amiodarona, ritonavir ou saquinavir.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • PHAN, H.; et al. The dual role of domperidone in gastroparesis and lactation. Int J Pharm Compd. 18. 3; 203-7, 2014
  • SONG, B. G.; et al. Risk of domperidone induced severe ventricular arrhythmia. Sci Rep. 10. 1; 12158, 2020
  • DRUGS AND LACTATION DATABASE (LACTMED) [INTERNET]. BETHESDA (MD): NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE (US). Domperidone. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK501371/>. Acesso em 10 Set 2021
Mais sobre este assunto: