Ivermectina: o que é, para que serve e como usar

A ivermectina é um remédio antiparasitário capaz de paralisar e promover a eliminação de vários tipos de parasitas, sendo principalmente indicado para o tratamento da oncocercose, elefantíase, pediculose (piolhos), ascaridíase (lombriga) e escabiose.

Esse remédio é indicado para adultos e crianças com mais de 5 anos e pode ser encontrado em farmácias, sendo importante consultar o médico quanto ao seu uso, pois a dose pode variar de acordo com a infecção a tratar e o peso da pessoa.

A ivermectina é um dos medicamentos que tem sido estudado para o tratamento da COVID-19, no entanto, os resultados dos estudos ainda não são conclusivos, pelo que a ivermectina está contraindicada para a COVID-19 pela maior parte das entidades de saúde internacionais, principalmente a OMS.

Ivermectina: o que é, para que serve e como usar

Para que serve

A ivermectina é um medicamento antiparasitário muito indicado no tratamento de diversas doenças, como por exemplo:

  • Estrongiloidíase intestinal, que é a infecção causada pelo parasita Strongyloides stercoralis;
  • Filariose, popularmente conhecida como elefantíase;
  • Escabiose, também chamada de sarna;
  • Ascaridíase, que é a infecção pelo parasita Ascaris lumbricoides;
  • Pediculose, que é a infestação por piolhos;
  • Oncocercose, popularmente conhecida como "cegueira dos rios".

É importante que o uso da ivermectina seja feito de acordo com a orientação do médico, pois assim é possível prevenir o aparecimento de efeitos colaterais como diarreia, cansaço, dor de barriga, perda de peso, prisão de ventre e vômitos. Em alguns casos, também podem surgir tonturas, sonolência, vertigens, tremores e urticária na pele.

Como usar

O uso da ivermectina deve ser feito de acordo com a orientação do médico, sendo normalmente recomendado tomar o medicamento com água em jejum, uma hora antes da primeira refeição do dia. A ivermectina normalmente é usada em dose única e a quantidade de comprimidos pode variar de acordo com o peso da pessoa e doença a ser tratada.

Apenas uma dose do medicamento é capaz de eliminar os parasitas, no entanto é importante que sejam feitos exames de fezes ou de sangue 2 semanas após o início do tratamento, pois assim o médico pode avaliar a necessidade de repetir a dosagem.

De forma geral, os antiparasitários podem ser usados uma vez a cada 6 meses, uma vez que o uso frequente desse tipo de medicamento, principalmente quando em intervalos curtos, pode aumentar o risco de efeitos adversos e do desenvolvimento de hepatite medicamentosa, por exemplo.

1. Estrongiloidíase, filariose, lombrigas, piolhos e sarna

Para tratar a estrongiloidíase, filariose, lombrigas, infestação por piolhos ou sarna, a dose recomendada deve ser ajustada ao peso, da seguinte forma:

Peso (em kg)

Número de comprimidos (6 mg)

15 a 24

½ comprimido

25 a 35

1 comprimido

36 a 50

1 ½ comprimido

51 a 65

2 comprimidos

66 a 79

2 ½ comprimidos

mais de 80

200 mcg por kg

2. Oncocercose

Para tratar a oncocercose, a dose recomendada, em função do peso é a seguinte:

Peso (em kg)

Número de comprimidos (6 mg)

15 a 25

½ comprimido

26 a 44

1 comprimido

45 a 64

1 ½ comprimido

65 a 84

2 comprimidos

mais de 85

150 mcg por kg

Possíveis efeitos colaterais

Alguns dos efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com ivermectina são diarreia, náusea, vômitos, fraqueza e falta de energia generalizada, dor abdominal, perda do apetite ou prisão de ventre. Geralmente, essas reações são leves e e de curta duração.

Além disso, também podem ocorrer reações alérgicas, especialmente quando se toma a ivermectina para oncocercose, que podem se manifestar com dor abdominal, febre, coceira pelo corpo, manchas vermelhas na pele, inchaço nos olhos ou nas pálpebras e conjuntivite. Caso estes sintomas surjam é aconselhado interromper o uso do medicamento e procurar ajuda médica imediatamente ou o pronto-socorro mais próximo.

Ivermectina pode causar hepatite medicamentosa?

Embora a bula do medicamento não refira efeitos colaterais graves relacionados à problemas no fígado, como é o caso da hepatite medicamentosa, é conhecido que este remédio pode aumentar a presença de enzimas hepáticas em exames de sangue.

Além disso, este medicamento está indicado apenas em casos agudos, para tratamento de curto prazo, não tendo sido estudados os seus efeitos no corpo em doses superiores às recomendadas ou por longos períodos.

Assim, é possível que o uso prolongado, muito frequente ou em doses superiores às indicadas, possa causar problemas no fígado, incluindo hepatite medicamentosa. O ideal é sempre fazer uso da ivermectina sob orientação de um médico.

Quem não deve tomar

Este remédio está contraindicado para grávidas, mulheres que estejam amamentando, crianças com menos de 5 anos ou 15 kg e pacientes com meningite ou asma. Além disso, também não deve ser usado em pessoas com hipersensibilidade à ivermectina ou qualquer outro dos componentes presentes na fórmula.

Ivermectina e COVID-19

O uso da ivermectina contra a COVID-19 tem sido amplamente discutido na comunidade científica, isso porque o antiparasitário demonstrou possuir ação antiviral contra o vírus responsável pela febre amarela, ZIKA e dengue e, por isso, se supôs que poderia também ter efeito contra o vírus da COVID-19.

No entanto, e após diversos estudos, o uso deste medicamento para o tratamento da COVID-19 está desaconselhado por várias entidades de saúde, incluindo a Sociedade Brasileira de infectologia, a OMS e os próprios laboratórios da Merck, que são responsáveis pela produção do medicamento.

Veja as principais atualizações sobre os medicamentos aprovados e em estudos para a COVID-19.

Na prevenção da COVID-19

O uso de medicamentos para prevenção de uma infecção ou doença deve ser sempre muito bem estudado, já que o uso prolongado de qualquer tipo de substância, e sem necessidade, pode causar efeitos graves à saúde, mesmo que seja utilizado em baixas doses.

Por esse motivo, a OMS desaconselha o uso de ivermectina ou qualquer outro remédio na prevenção da COVID-19 e indica que as únicas formas comprovadas e seguras de impedir a infecção são a vacinação e a adoção de medidas preventivas, como o distanciamento social, a lavagem das mãos e a utilização de máscaras de proteção individual. Veja quais são as vacinas contra a COVID-19 e confira quais são as medidas para se proteger da COVID-19.

Além disso, outros órgãos de saúde, como a FDA, além dos efeitos graves à saúde, apontam que o uso prolongado de ivermectina pode prejudicar o efeito de outros medicamentos que estejam sendo usados no tratamento de outros problemas de saúde, especialmente os anticoagulantes, além de existir risco de overdose a longo prazo.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • FDA. Why You Should Not Use Ivermectin to Treat or Prevent COVID-19. Disponível em: <https://www.fda.gov/consumers/consumer-updates/why-you-should-not-use-ivermectin-treat-or-prevent-covid-19>. Acesso em 24 Mai 2021
  • SURNAR, Bapurao; KAMRAN, Mohammad Z.; SHAH, Anuj S. Clinically Approved Antiviral Drug in an Orally Administrable Nanoparticle for COVID-19. ACS Pharmacol. Transl. Sci. 3 ed; 1371-1380, 2020
  • GOMEZ-HERNANDEZ, Maria Teresa; NOVOA, Nuria M.; ANTUNEZ, Patricia; JIMENEZ, Marcelo F. et al. Ivermectin Treatment May Improve the Prognosis of Patients With COVID-19. Cartas Científicas / Arch Bronconeumol. Vol 56. 12 ed; 816-830, 2020
  • AHMED, Sabeena; KARIM, Mohammad M.; ROSS, Allen G.; HOSSAIN, Mohammad S. et al. A five day course of ivermectin for the treatment of COVID-19 may reduce the duration of illness. International Journal of Infectious Diseases. 2020
  • HELLWIGA, Martin D.; MAIA, Anabela. A COVID-19 prophylaxis? Lower incidence associated with prophylactic administration of ivermectin. International Journal of Antimicrobial Agents. 2020
  • MITTAL, Niti; MITTAL, Rakesh. Inhaled route and anti-inflammatory action of ivermectin: Do they hold promise in fighting against COVID-19? . Medical Hypotheses. 2020
  • JANS, David A.; WAGSTAFF, Kylie M. The broad spectrum host-directed agent ivermectin as an antiviral forSARS-CoV-2 ?. Biochemical and Biophysical Research Communications. 2020
  • ABBOTT. Ivermectina. 2019. Disponível em: <https://dam.abbott.com/pt-br/documents/pdfs/nossas-bulas/r/BU%2014_Revectina_Bula_do_paciente.pdf>. Acesso em 06 Abr 2020
  • CALY, Leon. The FDA-approved Drug Ivermectin inhibits the replication of SARS-CoV-2 in vitro. Antiviral Research. In press; 2020
  • LÓPEZ-MEDINA, Eduardo; LÓPEZ, Pio; HURTADO, Isabel C. Effect of Ivermectin on Time to Resolution of Symptoms Among Adults With Mild COVID-19: A Randomized Clinical Trial. JAMA. 2021
  • WHO. Therapeutics and COVID-19. 2021. Disponível em: <https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/340374/WHO-2019-nCoV-therapeutics-2021.1-eng.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em 24 Mai 2021
  • EMA. EMA advises against use of ivermectin for the prevention or treatment of COVID-19 outside randomised clinical trials. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/news/ema-advises-against-use-ivermectin-prevention-treatment-covid-19-outside-randomised-clinical-trials>. Acesso em 24 Mai 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE BRASIL. Ivermectina para o tratamento de pacientes com COVID-19. 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/coronavirus/publicacoes-tecnicas/notas-tecnicas/nota-tecnica-ivermectina-covid-19>. Acesso em 24 Mai 2021
  • COMISSÃO NACIONAL DE INCORPORAÇÃO DE TECNOLOGIAS NO SUS. Diretrizes Brasileiras para Tratamento Hospitalar do Paciente com COVID-19 – Capítulo 2: Tratamento Farmacológico. 2021. Disponível em: <http://conitec.gov.br/images/Consultas/Relatorios/2021/20210517_Relatorio_Diretrizes_Brasileiras_COVID_Capitulo_2_CP_37.pdf>. Acesso em 14 Jul 2021
  • FOOD AND DRUG ADMINISTRATION. Por que você não deve usar a Ivermectina para Tratar ou Prevenir a COVID-19. 2021. Disponível em: <https://www.fda.gov/consumers/consumer-updates/por-que-voce-nao-deve-usar-ivermectina-para-tratar-ou-prevenir-covid-19>. Acesso em 14 Jul 2021
  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Nota de esclarecimento sobre a ivermectina. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2020/nota-de-esclarecimento-sobre-a-ivermectina>. Acesso em 15 Jul 2020
  • MERCK SHARP & DOHME CORP.. Merck Statement on Ivermectin use During the COVID-19 Pandemic. Disponível em: <https://www.merck.com/news/merck-statement-on-ivermectin-use-during-the-covid-19-pandemic/>. Acesso em 14 Jul 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Nota técnica - 242/2021- CPI PANDEMIA . 2021. Disponível em: <https://legis.senado.leg.br/sdleg-getter/documento/download/1116f8be-d0fd-43e7-867b-1f22000f3118>. Acesso em 14 Jul 2021
Mais sobre este assunto: