Proctalgia fugaz: o que é, sintomas e tratamento

Novembro 2021

A proctalgia fugaz consiste na contração involuntária (espasmo) da musculatura do ânus, que pode durar alguns minutos e causar bastante dor e desconforto na região.

Esta dor normalmente ocorre à noite e é mais frequente em mulheres entre os 40 e 50 anos, não tendo uma causa definida. Ainda assim, parece acontecer mais frequentemente em pessoas que sofrem com excesso de estresse, ansiedade ou tensão.

Quando existe dor na região do ânus é muito importante consultar um clínico geral ou um proctologista, para descartar outras causas e iniciar o tratamento mais adequado, que, no caso da proctalgia fugaz, pode incluir terapias para ensinar a pessoa a relaxar, evitando a contração involuntária da musculatura anal. Conheça outras possíveis causas de dor anal.

Proctalgia fugaz: o que é, sintomas e tratamento

Principais sintomas

O sintoma mais característico da proctalgia fugaz é o aparecimento de dor no ânus, que dura alguns segundos ou minutos, mas que que pode ser muito intensa. As crises de dor não são muito comuns, mas algumas pessoas podem apresentar crises dolorosas duas a três vezes por mês, por exemplo.

O início dos sintomas ocorre normalmente entre os 40 e 50 anos e devem ser sempre avaliados por um médico, já que outras causas mais graves, como câncer do intestino ou anal, também podem causar esse tipo de sintomas. Veja como identificar o câncer anal.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico de proctalgia fugaz é feito pelo médico baseado nos sintomas descritos pela pessoa e em alguns critérios clínicos que excluem outras doenças que podem causar dor no ânus, como por exemplo hemorroidas, abcessos e fissuras anais.

Assim, o diagnóstico é feito levando em consideração os seguintes critérios:

  1. Frequência em que a dor no ânus ou no reto ocorrem;
  2. Duração e intensidade da dor;
  3. Ausência de dor no ânus entre os episódios de dor.

Quando existe suspeita de outras causas, o médico pode ainda pedir alguns exames complementares, como colonoscopia, ressonância magnética ou ultrassom, por exemplo, para descartar essas causas.

Como é feito o tratamento

O tratamento da proctalgia fugaz é estabelecido pelo médico de acordo com a intensidade, duração e frequência das contrações do ânus, não sendo indicado qualquer tipo de tratamento para aquelas pessoas cuja proctalgia não é frequente.

A proctalgia fugaz não tem cura e, por isso, o tratamento recomendado pelo medico tem como objetivo aliviar a dor no momento da crise. Embora ainda não seja um tratamento bem estabelecido, o uso de salbutamol, um tipo de remédio usado por pessoas com asma, parece ajudar a relaxar o ânus, diminuindo os sintomas. Podec ainda ser recomendada a realização de exercícios de biofeedback, que consise em fazer exercícios que contraem e relaxam a musculatura anal, controlando o espasmo do esfíncter.

Além disso, é importante regularizar o trato gastrointestinal, por meio de uma dieta equilibrada e a prática de exercícios, e, em alguns casos, realizar psicoterapia para aliviar o excesso de ansiedade e tensão, já que as crises de proctalgia fugaz também podem ser desencadeadas por alterações emocionais e psicológicas.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • JEYARAJAH, Santhini; PURKAYASTHA, Sanjay. Proctalgia fugax. Canadian Medical Association Journal. Vol. 185, n.5. 417, 2013
Mais sobre este assunto: