Whey protein: o que é, para que serve, tipos e como tomar

O whey protein é um suplemento obtido através da proteína do soro do leite de vaca, ovelha ou cabra, que é muito utilizado para complementar a dieta, especialmente de quem quer ganhar peso ou massa muscular, pois aumenta a produção de músculo, além de melhorar o rendimento durante os exercícios físicos e a recuperação após os treinos.

Por ser uma proteína de ótima qualidade, o whey protein tem propriedades antioxidantes que também ajudam a fortalecer o sistema imunológico e prevenir o envelhecimento precoce, além de efeito sacietogênico que contribui para o controle da fome.

O whey protein pode ser encontrado em farmácias e lojas de suplementos alimentares, e a quantidade a ser tomada depende de fatores como idade, peso e estado geral de saúde. No entanto, a recomendação geral de ingestão é entre 20 a 40 g por dia, podendo ser diluído em água, suco de frutas ou adicionado à frutas, 30 minutos antes ou logo após o treino.

A ingestão de altas quantidades de proteínas pode sobrecarregar os rins e, por isso, a suplementação com whey protein só deve ser feita sob a recomendação de um nutricionista ou nutrólogo.

Whey protein: o que é, para que serve, tipos e como tomar

Para que serve o whey protein

Por ser um suplemento de proteínas de alta qualidade, o whey protein fornece diversos benefícios para a saúde, como:

  • Aumentar a força e o rendimento durante os treinos;
  • Melhorar a recuperação do músculo no pós-treino;
  • Aumentar a produção de proteínas e de músculos;
  • Prevenir o envelhecimento precoce;
  • Ajudar no emagrecimento
  • Fortalecer o sistema imunológico;

É importante lembrar que para obter os benefícios com o uso do whey protein, deve-se manter uma dieta balanceada e praticar exercícios físicos regularmente.

Tipos de whey protein

Existem 3 tipos de whey protein, que variam de acordo com a forma de produção e a quantidade de proteínas, carboidratos e gorduras presentes no suplemento:

  • Whey concentrado: é um suplemento que passa por um processamento mais simples, e que também contém carboidratos, gordura, lactose e minerais. Em geral, a concentração de proteínas deste tipo de whey é em torno de 80%, sendo recomendado para quem não tem intolerância à lactose problemas de digestão e não precisa restringir as calorias da dieta;
  • Whey isolado: é a forma mais pura da proteína do leite, contendo acima de 90% de proteínas e pouca, ou nenhuma, quantidade de lactose. Este tipo de whey é recomendado para quem tem intolerância à lactose, dificuldade de digestão ou quer iniciar uma dieta para perda de peso, pois contém menos carboidratos e gorduras;
  • Whey hidrolisado: este tipo de whey contém alto teor de proteína e passa por um processo em que as proteínas são quebradas, facilitando sua absorção. Este suplemento pode ser indicado para quem tem intolerância à lactose, problemas digestivos ou planeja fazer uma dieta com restrição em gorduras e carboidratos.

O tipo de whey protein recomendado varia de acordo com os objetivos, o estado de saúde e se a pessoa possui algum problema de digestão. Por isso, para saber como escolher o melhor tipo de whey, deve-se consultar um nutricionista.

Quantidade recomendada

A quantidade recomendada de whey protein varia de acordo com o estado de saúde, a idade, o gênero, o peso e a intensidade da atividade física. No entanto, a recomendação geral é de 20 a 40 g por dia, que pode ser diluído em água, suco de frutas ou adicionado às frutas.

Vale lembrar que o consumo excessivo de whey protein pode sobrecarregar os rins e, por isso, é recomendado consultar um nutricionista ou um nutrólogo antes de decidir usar o suplemento.

Whey protein engorda?

Cada 1 grama de proteína fornece 4 calorias, por isso,  quando consumido em excesso, o whey protein pode engordar.

Da mesma forma, se associado a uma alimentação inadequada e sedentarismo, o consumo de whey protein também pode engordar.

Efeitos colaterais e contraindicações

O consumo excessivo de whey protein pode causar sintomas leves como gases, náuseas, cólicas, diminuição do apetite e dor de cabeça, ou, em casos mais graves, pode sobrecarregar os rins, causando insuficiência renal.

Pessoas com alergia à proteína do leite não devem consumir o whey protein. Já pessoas que possuem algum problema no fígado ou rins, devem consultar um médico antes de iniciar o uso do suplemento.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Karla S. Leal, Nutricionista - em Novembro de 2021. Revisão clínica por Tatiana Zanin, Nutricionista - em Novembro de 2021.

Bibliografia

  • Drya´kova´ Adriena; Pihlanto Anne et al. Antioxidant properties of whey protein hydrolysates as measured by three methods. European Food Research and Technology . 230. 865–874, 2010
  • GUO Mingruo. Whey protein production, chemistry, functionality and applications. 1º. USA: Wiley, 2019.
  • CORROCHANO Alberto; BUCKIN Vitaly et al. Invited review: Whey proteins as antioxidants and promoters of cellular antioxidant pathways. Journal of Dairy Science. 101. 6; 4747-4761 , 2018
  • MINJ, Shayanti; ANAND, Sanjeev. Whey Proteins and Its Derivatives: Bioactivity, Functionality, and Current Applications. Dairy. Vol.1. 233–258, 2020
  • HAVARD HEALTH PUBLISHING. The scoop on protein powder. Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/blog/the-scoop-on-protein-powder-2020030918986>. Acesso em 28 Set 2021
  • CAMPELL, Bill et al. International Society of Sports Nutrition position stand: protein and exercise. Journal of the International Society of Sports Nutrition. Vol.20. 14.ed; 1-25, 207
  • CASTRO, S, Luis Henrique et al. Comparative Meta-Analysis of the Effect of Concentrated, Hydrolyzed, and Isolated Whey Protein Supplementation on Body Composition of Physical Activity Practitioners. Nutrients. Vol.11. 9.ed; 1-29, 2019
Mais sobre este assunto: