Chuchu: 7 benefícios para a saúde e como consumir

O chuchu, conhecido cientificamente por Sechium edule, é uma hortaliça com baixo teor de calorias, além de ser rico em água e fibras, o que ajuda a prolongar a saciedade, promovendo o emagrecimento.

Além disso, o chuchu tem ótimas quantidades de flavonoides, vitamina C e carotenoides, antioxidantes que combatem os radicais livres no organismo e ajudam na prevenção de situações, como envelhecimento precoce, diabetes e doenças cardiovasculares.

Todas as partes do chuchu podem ser consumidas, como a polpa, os brotos, a casca, as sementes e as folhas. O chuchu é encontrado em supermercados e feiras, tem um sabor leve e pode ser ingerido cru, em saladas, ou cozido, em preparações como ensopados, suflês e sopas.

Chuchu: 7 benefícios para a saúde e como consumir

O principais benefícios com o consumo do chuchu para saúde são:

1. Prevenir o envelhecimento precoce

O chuchu é rico em flavonoides, como a quercetina e o kaempferol, e vitamina C, antioxidantes, presentes em elevadas quantidades especialmente na casca e nas folhas da hortaliça, que combatem o excesso de radicais livres no organismo, protegendo a pele contra os raios ultravioletas do sol e prevenindo o envelhecimento precoce.

Por ter boas quantidades de fibras, o chuchu também ajuda no controle dos níveis de açúcar no sangue, evitando a formação de produtos de glicação avançada (AGEs), diminuindo, assim, a inflamação e prevenindo a flacidez da pele.

2. Ajudar no emagrecimento

O chuchu contém baixo teor de gorduras, carboidratos e calorias, sendo uma ótima opção de alimento para incluir no cardápio de quem deseja emagrecer. Veja outros alimentos com poucas calorias e que ajudam a emagrecer.

Além disso, o chuchu tem ótimas quantidades de água e fibras, que ajudam a prolongar a sensação de saciedade, diminuindo a vontade de comer ao longo do dia e contribuindo para a perda de peso.

3. Combater a prisão de ventre

O chuchu tem ótimas quantidades de fibras solúveis, um tipo de fibra que facilita a formação do bolo fecal, combatendo a prisão de ventre. Conheça outros alimentos ricos em fibras solúveis.

Além disso, o chuchu também é rico em água, umedecendo e facilitando a eliminação das fezes.

4. Diminuir triglicerídeos e colesterol “ruim”, LDL

O chuchu contém ótimas quantidades de fibras solúveis, um tipo de fibra que ajuda a diminuir a absorção da gordura dos alimentos, promovendo o equilíbrio dos níveis de colesterol “ruim”, LDL, no sangue e evitando doenças, como infarto e aterosclerose.

Além disso, o chuchu é rico em flavonoides, como a quercetina e o kaempferol, antioxidantes que impedem a oxidação das células de gordura, diminuindo os níveis de colesterol total e triglicerídeos no sangue.

5. Evitar a diabetes

Por ser uma hortaliça com boas quantidades de fibras, o chuchu ajuda a equilibrar os níveis de glicose e insulina no sangue, evitando a resistência à insulina e a diabetes.

O chuchu também ajuda a equilibrar os níveis de glicose no sangue, auxiliando no controle da diabetes em pessoas que já têm a doença. No entanto, é importante lembrar que a hortaliça não deve substituir o uso de medicamentos prescritos pelo médico.

6. Controlar e prevenir a pressão alta

O chuchu é rico em potássio, um mineral que ajuda a eliminar o excesso de sódio do organismo pela urina, favorecendo o equilíbrio da pressão arterial. Conheça uma lista com outros alimentos ricos em potássio para incluir na dieta.

7. Pode ajudar na formação do bebê

Por ser rico em ácido fólico, ou vitamina B9, o chuchu é um alimento que pode ajudar na formação e desenvolvimento do cérebro e da medula espinhal do bebê durante a gestação, evitando problemas, como a espinha bífida e a anencefalia na criança.

Tabela de informação nutricional

A tabela a seguir contém a informação nutricional de 203g, o que corresponde a 1 unidade média de chuchu cru:

Componentes

203 g (1 unidade média) de chuchu cru

Energia

38,6 calorias

Fibras

3,5 g

Proteínas

1,6 g

Carboidratos

9,2 g

Gorduras

0,2 g

Carotenoide

70,9 mcg

Vitamina A

3 mcg

Ácido fólico

189 mcg

Vitamina C

15,6 mg

Cálcio

34,5 mg

Potássio

254 mg

Magnésio

24,4 mg

Fósforo

36, 5 mg

Para se obter todos os benefícios com o consumo de chuchu, é fundamental também manter uma dieta saudável e balanceada, associada com a prática regular de exercícios físicos.

Como consumir o chuchu

O chuchu pode ser consumido cru, que pode ser ralado em saladas, em picles ou sucos. As folhas, os brotos e as cascas da hortaliça podem ser consumidas em refogados, bolos, sopas ou ensopados.

Já a polpa do chuchu pode ser usada em preparações salgadas, como suflês, sopas ou ensopados ou em preparações doces, como bolos ou compotas.

Receitas saudáveis com chuchu

Chuchu: 7 benefícios para a saúde e como consumir

O chuchu pode ser usado em receitas saudáveis doces e salgadas, como suflês, refogados ou bolos:

1. Suflê de chuchu

Ingredientes:

  • 2 chuchu médio;
  • 5 claras de ovos;
  • 3 gemas de ovos;
  • 1/2 xícara de chá de leite;
  • 2 colheres de sopa de manteiga;
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo;
  • ½ xícara de queijo parmesão ralado;
  • 1 colher de sopa de farinha de rosca;
  • Noz moscada, pimenta do reino e sal a gosto;
  • manteiga para untar as formas.

Modo de preparo:

Lavar, descascar, secar bem e cortar o chuchu em cubos. Levar uma panela ao fogo baixo com a manteiga e, quando derreter, colocar a farinha de trigo e mexer até ficar levemente dourada. Acrescentar o leite e mexer com um batedor para dissolver a farinha. Aumentar o fogo para o médio, colocar o sal, a noz moscada e a pimenta, e mexer até a massa engrossar levemente.

Colocar o chuchu na panela e mexer por mais 5 minutos. Transferir a mistura para uma tigela e deixar amornar. Quando o creme estiver morno, adicionar as gemas e o queijo parmesão, misturando com uma colher ou espátula. Untar as laterais de forminhas pequenas com manteiga e polvilhar com a mistura feita com 1 colher de sopa de queijo parmesão e a farinha de rosca. Levar as formas à geladeira por alguns minutos.

Bater na batedeira as claras de ovo com uma pitada de sal, até ficar em ponto de neve. Juntar ⅓ das claras batidas ao creme de chuchu e mexer com a espátula. Colocar o restante das claras no creme e misturar delicadamente. Preencher as forminhas com o creme, colocar as formas em uma assadeira com a água fervente e levar para assar em banho-maria no forno pré aquecido a 180 ºC até que os suflês cresçam e fiquem dourados. Retirar a assadeira do forno com cuidado e servir o suflê imediatamente.

2. Chuchu refogado

Ingredientes:

  • 1 chuchu;
  • ½ cebola;
  • 1 colher de sopa de manteiga;
  • 1 colher de chá de orégano desidratado;
  • Sal e pimenta do reino a gosto.

Modo de preparo:

Lavar, descascar e secar bem o chuchu. Cortar o chuchu ao meio, no sentido do comprimento, e fatiar as metades em meia lua. Descascar e cortar a cebola em cubos pequenos. Aquecer uma frigideira em fogo médio, colocar a manteiga e, após derreter, colocar a cebola e 1 pitada de sal e deixar refogar até começar a dourar.

Colocar o chuchu, o orégano e a pimenta do reino na frigideira, misturando bem. Abaixar o fogo e cozinhar por 5 a 7 minutos, até que o chuchu esteja cozido, mas ainda firme. Desligar o fogo e servir.

3. Bolo de casca de chuchu

Ingredientes:

  • Cascas de 4 chuchus lavadas;
  • ½ xícara de chá de leite de vaca ou leite vegetal (arroz, coco ou  soja);
  • 2 colheres de sopa de azeite;
  • 4 ovos;
  • 1 xícara de chá de açúcar mascavo;
  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo;
  • 1 colher de sopa de fermento em pó.

Modo de preparo:

Bater no liquidificador as cascas de chuchu, o leite, o óleo e os ovos. Transferir a mistura para uma tigela e adicionar o açúcar, a farinha e o fermento, misturando delicadamente com uma colher ou espátula, até ficar homogêneo. Despejar a massa em uma forma untada e levar para assar no forno pré aquecido a 180 ºC por cerca de 20 minutos. Esperar amornar e servir em seguida.

4. Broto de chuchu refogado (cambuquira)

Ingredientes:

  • ½ maço de broto de chuchu;
  • 2 talos de cebolinha verde;
  • 2 dentes de alho picados;
  • 1 colher de sopa de azeite;
  • sal e pimenta do reino a gosto.

Modo de preparo:

Lavar bem, secar e picar o broto de chuchu e reservar. Lavar e picar a cebolinha verde e reservar. Em uma frigideira, aquecer o azeite e colocar o alho, refogando até dourar. Adicionar os brotos de chuchu, a pimenta e sal, mexendo bem. Tampar e deixar cozinhar por 5 minutos, mexendo de vez em quando. Acrescentar a cebolinha picada, misturar bem e servir em seguida.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Karla S. Leal, Nutricionista - em Novembro de 2021. Revisão clínica por Tatiana Zanin, Nutricionista - em Novembro de 2021.

Bibliografia

  • PLATAFORMA PORTUGUESA DE INFORMAÇÃO ALIMENTAR . Composição de Alimentos: Chuchu. Disponível em: <http://portfir.insa.pt/foodcomp/food?19493>. Acesso em 21 Jan 2021
  • PLATAFORMA PORTUGUESA DE INFORMAÇÃO ALIMENTAR. Composição de Alimentos. Disponível em: <http://portfir.insa.pt/>. Acesso em 10 Nov 2021
  • UNITED STATES DEPARTMENT OF AGRICULTURE AGRICULTURAL RESEARCH SERVICE . USDA Food Composition Databases. Disponível em: <https://ndb.nal.usda.gov/ndb/foods/show/09050?fgcd=&manu=&format=&count=&max=25&offset=&sort=default&order=asc&qlookup=blueberry&ds=&qt=&qp=&qa=&qn=&q=&ing=>. Acesso em 10 Nov 2021
  • FARIAS, P, Isadora Tuanne. Análise sensorial da casca e polpa in natura do chuchu ( Sechium edule) comercializado na central de abastecimento Hortifrútis - Ceasa em São Luís - MA. Tese de conclusão de licenciatura, 2019. Universidade Federal do Maranhão.
  • STORCKL, Cátia Regina et al. Folhas, talos, cascas e sementes de vegetais: composição nutricional, aproveitamento na alimentação e análise sensorial de preparações. Ciência Rural,. Vol.43. 3.ed; 537-543, 2013
  • FULLER, Stacey; et al. New Horizons for the Study of Dietary Fiber and Health: A Review. Plant Foods Hum Nutr. 71. 1; 1-12, 2016
  • CHAO, Pi-Yu et al. Antioxidant Activity in Extracts of 27 Indigenous Taiwanese Vegetables. Nutrients. Vol.6. 5.ed; 2115–2130, 2014
Mais sobre este assunto: