Glaucoma: o que é, sintomas e teste online

O glaucoma é uma doença nos olhos que se caracteriza por um aumento da pressão intraocular ou por uma fragilidade do nervo ótico.

O tipo mais comum do glaucoma é o glaucoma de ângulo aberto que não causa nenhuma dor, nem nenhum outro sintoma que possa indicar o aumento da pressão intraocular. Já o glaucoma de ângulo fechado, que é o tipo menos comum, pode causar dor e vermelhidão nos olhos.

Por isso, em caso de suspeita, deve-se ir ao oftalmologista para realizar os exames e iniciar o tratamento adequado para o glaucoma e prevenir assim a perda da visão. Saiba quais os exames que deve realizar.

Sinais avançados do glaucoma
Sinais avançados do glaucoma

Principais sintomas

Esta doença ocular desenvolve-se lentamente, durante meses ou anos e, numa fase inicial, não causa sintomas. Porém, alguns sintomas que podem surgir, em caso de glaucoma de ângulo fechado, incluem:

  1. Diminuição do campo de visão, como se fosse se afunilando;
  2. Dor intensa no interior do olho;
  3. Aumento da pupila, que é a parte preta do olho, ou do tamanho dos olhos;
  4. Visão turva e embaçada;
  5. Vermelhidão do olho;
  6. Dificuldade para enxergar no escuro;
  7. Visão de arcos em volta das luzes;
  8. Lacrimejamento e sensibilidade excessiva à luz;
  9. Dor de cabeça forte, náuseas e vômitos.

Em algumas pessoas, o único sinal do aumento da pressão nos olhos é a diminuição da visão lateral.

Quando uma pessoa apresenta estes sintomas, deve ir ao oftalmologista, para inciar o tratamento, já que, quando não tratado, o glaucoma pode levar à perda da visão.

Se algum familiar possui glaucoma, seus filhos e netos devem realizar o exame do fundo de olho pelo menos 1 vez antes dos 20 anos, e novamente após os 40 anos, que é quando o glaucoma geralmente começa a se manifestar. Saiba quais as causas que podem levar ao surgimento do glaucoma

Assista ainda o vídeo seguinte e entenda como é feito o diagnóstico do glaucoma:

Quais os sintomas no bebê

Os sintomas de glaucoma congênito estão presentes nas crianças que já nascem com glaucoma, e geralmente são olhos esbranquiçados, sensibilidade à luz e aumento dos olhos.

O glaucoma congênito pode ser diagnosticado até os 3 anos de vida, mas pode ser diagnosticado logo após o nascimento, no entanto, o mais comum é que seja descoberto entre 6 meses e 1 ano de vida. O seu tratamento pode ser feito com colírios para baixar a pressão interna do olho, mas o principal tratamento é a cirurgia. 

O glaucoma é uma situação crônica e por isso não tem cura e a única forma de garantir a visão por toda a vida é realizar os tratamentos indicados pelo médico. Saiba mais detalhes aqui.

Teste online para saber o risco de glaucoma

Esse teste de apenas 5 perguntinhas serve para indicar qual é o seu risco de ter glaucoma e é baseados nos fatores de risco para essa doença.

Escolha apenas a afirmação que mais se adequa a você.

Começar o teste
Imagem ilustrativa do questionário
Imagem ilustrativa da questão
Meu histórico familiar:
  • Não tenho nenhum familiar com glaucoma.
  • Meu filho tem glaucoma.
  • Pelo menos um dos meus avós, pai ou mãe têm glaucoma.
Imagem ilustrativa da questão
A minha raça é:
  • Branca, descendente de europeus.
  • Indígena.
  • Oriental.
  • Miscigenada, tipicamente brasileiro.
  • Negra.
Imagem ilustrativa da questão
A minha idade é:
  • Menor que 40 anos.
  • Entre 40 e 49 anos.
  • Entre 50 e 59 anos.
  • 60 anos ou mais.
Imagem ilustrativa da questão
A minha pressão ocular em exames anteriores foi de:
  • Menos de 21 mmHg.
  • Entre 21 e 25 mmHg.
  • Mais de 25 mmHg.
  • Não sei o valor ou nunca fiz o exame da pressão ocular.
Imagem ilustrativa da questão
O que posso dizer sobre a minha saúde:
  • Sou saudável e não tenho nenhuma doença.
  • Tenho alguma doença mas não tomo corticoides.
  • Tenho diabetes ou miopia.
  • Uso regularmente corticoides.
  • Tenho alguma doença ocular.
Anterior Próxima
Esta informação foi útil?
Atualizado por Manuel Reis, Enfermeiro em Maio de 2021. Revisão médica por Dr. Arthur Frazão, Oftalmologista em Fevereiro de 2016.
Mais sobre este assunto: